Carnaval terá custo reduzido
Carnaval terá custo reduzido

A Secretaria Municipal de Cultura (Secult) realizou nesta segunda-feira (18), a primeira reunião de trabalho para discutir a organização do carnaval de 2017, que este ano volta a acontecer na Praça de Eventos, no Bairro Cidade Nova. O local foi batizado como Cidade do Samba, englobando toda programação carnavalesca, como desfile das escolas de samba, blocos e arrastões. 

Segundo o secretário de Cultura, Vandernilson Costa, o Popó, o ponto principal que motivou o retorno da festa ao local foi o apelo da comunidade para que a folia de Momo continuasse a ser realizada naquele logradouro devido à facilidade de acesso e por ficar no centro da cidade. Ele disse também que algumas alterações serão feitas, como mudar o palco de lugar e tirar os camarotes do corredor da folia, a fim facilitar o trabalho da segurança e dar mais espaço aos brincantes.

“Essas medidas também vão evitar que o trânsito de veículos fique comprometido, já que a cada noite a pista volta a ser liberada para o tráfico. Estamos montando uma estratégia para que tudo ocorra bem e com segurança para a população”, destaca.  

O secretário disse ainda que o diferencial do carnaval deste ano é que ele volta a ser mais popular, como no passado, com menos gastos e mais participação dos foliões, nos arrastões de trio-elétricos e blocos. “Vamos fazer essas programações mais cedo para que as pessoas possam participar e se divertir com segurança”, ressalta.

Além dos arrastões, a programação carnavalesca deste ano vai ocorrer em quatro dias, com a participação de bandas locais. “Vamos reduzir custos, mas vamos manter a animação. Queremos que as pessoas se divirtam com comodidade e segurança”, afirma.

Ele ressalta que os horários de início e encerramento das festas carnavalesca está em discussão, mas a ideia é que o encerramento aconteça às 3 horas.  “Ainda vamos conversar com os órgãos de segurança e Poder Judiciário, mas nossa ideia é que a programação encerre mais cedo”, explica.

Alternativas

Quanto a ajuda financeira que o município dava as escolas de samba e blocos, ele observa que já esteve reunido com a liga das escolas e dos blocos e juntos estão buscando alternativas para ajudar as agremiações, desde que isso não implique em repasse de recurso público para a festa. “Ainda não decidimos, mas é sabido que toda estrutura de palco, segurança, saúde, trio elétrico e outros tipos de suporte fazem parte do apoio as agremiações. Vamos seguir com as conversas para tentar encontrar um equilíbrio entre o que eles precisam e o que o município pode oferecer, mas provavelmente não haverá repasse de recursos”, adianta.

Prefeitura proíbe o uso de bebidas em garrafa por barraqueiros

 Sobre a segurança, uma das medidas tomadas foi proibir o acesso de bebidas alcoólicas em recipientes de vidro, que uma vez vazios podem virar arma na hora de uma confusão. “As barracas autorizadas a vender comida e bebida no corredor da folia não poderão comercializar nada em recipiente que possa virar arma”, adianta o secretário, destacando que todos esses detalhes ainda serão definidos em reunião posterior com os órgãos de segurança.  

Durante o carnaval, também deve ser desenvolvida campanhas educativas alertando a população a evitar a combinação de álcool e volante, assim como o consumo de bebida alcoólica por menores.  “A partir da próxima semana provavelmente já vamos iniciar essa campanha, com a distribuição de panfletos, onde constam o mapa de funcionamento do carnaval, na Cidade do Samba, e materiais educativos sobre as questões de segurança e saúde”, diz o secretário, frisando que também será discutida na programação carnavalesca as matinês para a criançada.

Durante a programação carnavalesca, a Guarda Municipal também vai auxiliar na segurança. Segundo o novo comandante da corporação, sargento Mendonça, que é da Polícia Militar, a GM conta com um efetivo de 136 homens, e pelo menos 80 deles estão à disposição para serem distribuídos de acordo com a necessidade de segurança para o evento.

A ideia, diz ele, é colocar 40 homens a cada noite durante a festa.

“Eu acredito que vai dá para fazer um evento com bastante segurança tanto para os brincantes, como para as pessoas que circulam pela área onde acontece o carnaval”, avalia Mendonça. 

(Tina Santos com informações de Ronaldo Modesto)



Caro usuário. Só serão liberados os comentários com nome e sobrenome, assim como o endereço de e-mail. O portal também não aceita xingamento, piadas e trocadilhos com nomes de pessoas ou caracteres ofensivos. Seja responsável ao opinar e a sua opinião terá mais valor.

LEIA TAMBÉM
GM se prepara para usar arma

Segurança

GM se prepara para usar arma

Em Parauapebas os agentes municipais de segurança já passam por treinamento para portar armas de fogo e o órgão aguarda liberação do exército

Prefeitura retoma projeto Pipa

Recomeço

Prefeitura retoma projeto Pipa

Como foi abandonado, parte da área chegou a ser ocupada por pessoas que se diziam sem teto. A vegetação foi queimada pelos invasores e terá que ser recomposta.

GRUPO CORREIO
94 99135-0101
Envie seu conteúdo pelo WhatsApp do Correio news.
EDIÇÃO DIGITAL
Edição 3.083 de 21 e 23 de Janeiro de 2017


Mais Acessadas

GM se prepara para usar arma

Em Parauapebas os agentes municipais de segurança já passam por treinamento para portar armas de fogo e o órgão aguarda liberação do exército

Prefeitura retoma projeto Pipa

Como foi abandonado, parte da área chegou a ser ocupada por pessoas que se diziam sem teto. A vegetação foi queimada pelos invasores e terá que ser recomposta.