Colunistas
Especial
Carlos Mendes
Carlos Mendes é colunista colaborador do Portal Correio News e emite opiniões sobre temas Especial.
Defensoria atuará pelos presos. Já as vítimas...
Defensoria atuará pelos presos. Já as vítimas...

A Defensoria Pública da União (DPU), que é paga pelo contribuinte vítima da criminalidade, deverá, de graça, mover ações indenizatórias em nome de 622.202 mil presidiários em todo o País, caso esses bandidos o desejem. Em Manaus, a DPU faz mutirão em atendimento a presidiários, inclusive para as indenizações. Questionada, a Defensoria não informou quantas ações já promoveu em defesa das vítimas.

 

Ora, as vítimas

Indagada sobre ações em defesa de vítimas, a DPU respondeu: “não temos números consolidados sobre este tipo de atendimento”.

 

Sistema cego

A DPU também informou que “o nosso sistema não possibilita levantamento de dados” sobre eventuais ações em defesa de vítimas.

 

Inversão de valores

O STF mandou indenizar presos na ação de um bandido condenado por matar para roubar. A família da vítima não teve qualquer direito.

 

Pergunta no tribunal

Se os Estados não tiverem dinheiro para pagar todas as indenizações, os contribuintes serão presos por descumprimento de ordem judicial?

 

Temer poderá anunciar novo ministro nesta terça

Até esta segunda-feira (20) às 19h36 o presidente Michel Temer ainda não havia batido o martelo na escolha do futuro ministro da Justiça. Mas ele promete anunciar o convidado tão logo a escolha Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal seja referendada pelo Senado. Ele ficou ainda mais cuidadoso após a recusa do velho amigo Carlos Velloso, mesmo depois de deixar quase tudo acertado,

 

Nome certo

Temer se inclina pela escolha de jurista para o Ministério da Justiça. Ele também quer José Mariano Beltrami na Secretaria de Segurança.

 

Desapontamento

Ficou também “com a cara no chão”, com a negativa de Velloso, o senador tucano Aécio Neves, que o levou à conversa com o presidente.

 

Pancadaria

Enquanto se decidia sobre o convite que deixara quase aceito, Velloso se assustou com o volume de notícias criticando fatos de sua trajetória.

 

A caminho do cárcere

Acusado pela Polícia Federal pela prática do gravíssimo crime de obstruir a Justiça, o ex-presidente Lula continua utilizando a estratégia fajuta de tentar desqualificar quem o investiga, e alegar “perseguição”.

 

Nós pagamos

O serviço público virou bom negócio: dos mais de 622 mil funcionários do governo federal, 15,4% ganham mais de R$13 mil mensais. Do total, 12,7% embolsam entre R$ 3.501 e R$ 4.500. Sem contar as regalias.

 

Verba reduzida

A Petrobras garante que vai gastar em propaganda R$220 milhões por ano, e não meio bilhão. O resultado da licitação para escolha de duas agência, que o mercado já conhece, será divulgado nesta quarta (22).

 

Elegância e juízo

Na sabatina de Alexandre de Moraes, nesta terça (21), o presidente do DEM, Agripino Maia (RN), espera “elegância” dos cinco senadores do PT na comissão. Eles têm juízo, não xingariam quem os poderá julgar.

 

Cara e boca dura

O ex-presidente do Senado, que chamava Alexandre de Moraes de “chefete de polícia”, agora afirma que o indicado por Michel Temer para o Supremo Tribunal Federal tem “embocadura”.

 

Berlinda

A presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Cármen Lúcia, marcou para 2 de março a retomada do julgamento que pode levar ao afastamento do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT).

 

Nordeste no comando

Um cearense de Novo Oriente, advogado José Coêlho, e o recifense Lúcio Mário de Barros Góes, general-de-exército, assumirão a presidência e vice do Superior Tribunal  Militar (STM) no dia 16.

 

Restauradores

O secretário de Comunicação, Paulo Fona, reuniu todos os assessores de comunicação de órgãos do governo do DF para cobrar união e empenho. O objetivo é reverter o desgaste da imagem do governo.

 

Pensando bem...

...com ou sem ministro da Justiça, a Lava Jato continua a todo vapor.

 

PODER SEM PUDOR

Representatividade

Sambista, jornalista e gente boa, Sérgio Cabral, pai do ex-governador preso do Rio de Janeiro, era vereador quando foi abordado em um restaurante: “E aí, ainda tem muito ladrão lá na Câmara?”

Cabral lembrou com elegância que havia também vereadores dignos e dedicados e pôs fim ao papo de um jeito que o homem ficou sem saber se era elogio ou insulto:

- Fique tranqüilo: o senhor está muito bem representado...

___

Com André Brito e Tiago Vasconcelos

www.diariodopoder.com.br



Caro usuário. Só serão liberados os comentários com nome e sobrenome, assim como o endereço de e-mail. O portal também não aceita xingamento, piadas e trocadilhos com nomes de pessoas ou caracteres ofensivos. Seja responsável ao opinar e a sua opinião terá mais valor.

LEIA TAMBÉM
GRUPO CORREIO
94 99135-0101
Envie seu conteúdo pelo WhatsApp do Correio news.
EDIÇÃO DIGITAL
Edição 3.083 de 21 e 23 de Janeiro de 2017